Funda a prosa históriográfica portuguesa Cronista mor do reino Origem humilde Nascimento incerto Morto por volta de 1459 Colocou em crônica a história dos reis de Portugal Várias crônicas se perderam Restaram: Crônica Del Rei D. Pedro, D. Fernando e D. João Povo como agente de transformação social Objetividade Imparcialidade Honestidade Visão regiocêntrica, científica e documental Gosto pelo arcaísmo Simultaneidade de ações Retratos psicológicos das personagens Cortes na narrativa Ações simultâneas Preocupação estética Linguagem simples Estrutura novelesca Crônica deD. Pedro (+ importante) Uniformização da linguagem 1418 - Guarda-Mor da Torre do Tombo Cronista-mor do Reino nomeado por D. Duarte 1454 - Substituído por Gomes Eanes Zurara